Molho de cebola abafada

Domingo passado montei barraca na cozinha dos meus pais e prometi um almoço à altura do Dia das Mães, que por uma razão ou outra não tivemos tempo de comemorar no dia certo. O “à altura” consistia em deixar a mãe dormir até mais tarde e trocar, por qualquer outra cobertura, o molho de tomate que a vó e ela começam a fazer logo na sexta-feira e que, no domingo, só falta cantar de tão bom. Empanei bifes com queijo e presunto, também, mas esta receita virá depois.

IMG_5461

São raras as ocasiões em que deixamos de comer macarrão aos domingos. Em família, arroz verde, aquele de forno feito com ervilhas e palmito, é coisa pra muito de vez em quando. Lasanha vinha mais à mesa, anos atrás; havia também o bife à parmigiana da vó, coxão mole batido até virar uma folha fina, empanado, frito, coberto de mussarela e molho de tomate, levado ao forno e adorado pelos seis netos. A gente plantava continência em frente do forno, sentindo aquele bafo quente pela beirada da porta, esperando a hora de avançar na fôrma com 8, 10 bifinhos quentes (a vó fazia sempre 2 fôrmas cheias no almoço e às vezes uma no jantar, quando podia). E quando o molho de tomate caramelizava, escurecia? Deliro.

Pois então fiz um molho de cebolas ao vinho branco que se resolve praticamente sozinho e não exigiria a presença de ninguém na cozinha pra me ajudar. Até que, perto das onze da manhã, a mãe veio ver a bagunça – ela odeia bagunça na cozinha. “Vai, cê precisa fazer as fotos, né, o que tem que fazer? Tá tudo no fogo?”, e então minha ajudante saiu à cata de paninhos e jogos americanos pra produzir a foto do prato e fez o que sempre faz quando eu cozinho. “Já tá gostoso só de olhar!”

IMG_5454

 

(Talvez seja só vontade de fazer um agá – que expressão incrível – com minha mãe: declaro, para os devidos fins, que dona Bárbara cozinha tão bem quanto a vó. Aprendeu a fazer tudo no olho e na pressa, e nunca a vi errar creme de milho ou feijão.)

Da receita falo o necessário: modifiquei as quantidades e também diminuí o tempo do refogado. Marcella pede 1 hora de fogo baixo para a cebola ir derretendo sem dourar. Achei muita coisa e quase perdi o molho, porque parte da cebola começou a queimar, com perigo de amargar. Eu, que gosto do sabor próximo do amargo, não me incomodaria, mas o resto da família poderia chiar. A mãe por perto (valeu, mãe!) evitou o estrago. Logo finalizamos o prato como Marcella pedia. Atenção: coma quente assim que sair do fogo, enquanto o molho está mais líquido, a cebola com um sabor adocicado e tenra, incorporando-se à massa.

IMG_5458

MOLHO DE CEBOLA ABAFADA

(serve 7-8 pessoas)

2 colheres (sopa) de toucinho (ou 2 colheres de sopa de manteiga + 2 colheres de sopa de azeite de oliva)
650 g de cebola cortada em rodelas bem finas
pimenta-do-reino moída na hora e sal, a gosto
1/2 xícara de vinho branco seco
2 colheres (sopa) de salsa picada
1/3 de xícara de queijo parmesão (se tiver parmigiano-reggiano, melhor ainda)
500 g de espaguete*
*Marcella também sugere massa fresca de fios longos

1 Leve o toucinho a uma panela grande ou frigideira larga (se não tiver toucinho, use a manteiga com o azeite) com as cebolas cortadas e um pouco de sal. Tampe e deixe cozinhar em fogo bem baixo por pelo menos 30 minutos, até que elas amoleçam.

2 Enquanto as cebolas cozinham, esquente 4 litros de água para cozinhar o macarrão. Salgue a água depois de levantar fervura e espere borbulhar novamente para despejar a massa. Cozinhe o espaguete e escorra-o quando ele ficar al dente. Reserve.

3 Quando as cebolas cozinharem bem, aumente o fogo e deixe-as pegarem uma cor dourada e caramelizar, mexendo o conteúdo da panela para não queimar. Em seguida, acrescente pimenta-do-reino e prove para acertar o sal, se necessário. Acrescente o vinho branco e deixe o líquido evaporar bem. Coloque a salsa picada, misture e retire do fogo.

4 Misture a massa cozida ao queijo parmesão. Acrescente o molho sobre a massa, ou incorpore-o, levando o macarrão para a panela de molho. Sirva em seguida.

Dificuldade: fácil
Precisa de quê? fogão
Tempo:  40 min

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s