Feijão Marcella

História bonita que apareceu no jornal pra fazer a gente querer virar nome de feijão também. Marcella agora dá nome a um feijão quase desaparecido, original da região da Toscana (na Itália, seu nome é sorana, também nome da cidade onde ele é plantado, feijão de origem protegida), redescoberto por um adorador de feijões da Califórnia com quem Hazan se correspondia por Facebook. E eles nunca se viram na vida.

Steve Sando virou amigo de Marcella Hazan porque tinham gostos em comum: música italiana e feijões. Seis anos atrás, Sando recebeu uma encomenda de Marcella (ele trabalha com uma rede de agricultores que plantam variedades raras da leguminosa) e um pedido de amizade pelo FB. Conversa vai, conversa vem, Sando quis saber de qual feijão a escritora mais sentia saudade. Sorana, ela respondeu – o feijão que derrete doce na boca, de pele imperceptível que, claro, pouquíssima gente conhece (nem na Itália é comum encontrá-lo, segundo o artigo do New York Times).

O empresário quis homenageá-la e correu atrás do feijão para plantar. A safra que deu certo infelizmente não chegou às mãos de Marcella, que faleceu em 2013. Tô a ponto de pedir pra alguém trazer.

 

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s